Palavras que abrem as portas!

“Em tudo, agradecei ao Senhor”!

 

Queridos irmãos e irmãs!

Deus seja louvado pela Comunicação Social através da qual podemos manter este contato pelo nosso site! Desejo do fundo do coração, que este site do Santuário favoreça o anúncio da Palavra de Deus, o testemunho da fé no Senhor Bom Jesus e a nossa comunicação, o nosso contato com vocês e o de vocês conosco!

Nestes tantos encontros que estamos tendo pelas celebrações, atendimento, confissões, visistas, orações e bênçãos, o Senhor Bom Jesus me inspira a partilhar que em todos os seguimentos da vida, em todas as vocações e missões, existem palavras “mágicas” que abrem realmente muitas portas na vida da gente. Claro que são mais do que palavras. São gestos e atitudes reais.

1. MUITO OBRIGADO. Nós, às vezes, pedimos muito e agradecemos pouco. Quando Jesus curou 10 leprosos e somente um voltou para agradecer. Jesus perguntou: “não foram 10 os curados? Onde estão os outros 9?” Acredito que a primeira e última palavra de cada dia, deveria ser muito obrigado. Precisamos agradecer mais. A gratidão é um passo decisivo e importante para a superação de muitas situações!

2. POR FAVOR. Ninguém é obrigado a fazer nada para a gente. Nem nossos pais são obrigados a fazer isso ou aquilo. Nem a esposa ou o esposo. Aliás, quando fazemos algo por obrigação, já é um mal sinal. Sendo assim, precisamos recuperar, resgatar e praticar mais e mais a delicadeza do por favor.

3. PERDÃO. Não é nenhuma derrota reconhecermos que erramos e perdirmos perdão. Não nos diminuímos quando pedimos perdão. Pelo contrário, é aí que nos tornamos pessoas mais maduras, mais cristãs e mais firmes em nossa fé!

Queridos irmão e irmãs, isso tudo não são coisas simples e nem fáceis. Agradecer, pedir por favor e pedir perdão são verdadeiras graças de Deus. Por isso, vamos em nossas orações e em nossa convivência incluir mais estas 3 palavrinhas. Aos que já usam bastante, parabéns e continuem firmes neste bom propósito!

Deus abençoe a todos e um forte abraço!

Pe. Silvio Andrei

Pároco

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *