“Nós amamos porque Deus primeiro nos amou” 1Jo 4,19


“Nós amamos porque Deus primeiro nos amou”

1Jo 4,19

                A Igreja Católica no Brasil, desde o ano de 1971, na esteira do Concílio Vaticano II tem dedicado uma atenção muito particular ao estudo e reflexão da Palavra de Deus. Esta Palavra há muito tempo vem iluminado e enriquecendo as suas atividades pastorais. É impossível pensar uma Igreja discípula-missionária, que não se deixa iluminar pela Sagrada Escritura.

Para fazer chegar a Palavra do Senhor a todos os corações, a Igreja no Brasil tem investido no que chamamos de círculos bíblicos. De norte a sul de leste a oeste, milhares de homens e mulheres de fé reservam um dia da sua semana, para encontrar-se em comunidade para o estudo e meditação da Palavra do Senhor. O tempo doado para se aprender da Palavra do Senhor como evangelizar, é uma resposta a aqueles que muitas vezes maldosamente afirmam que os católicos não se deixam alimentar pela Sagrada Escritura.

A fim de facilitar o estudo da Palavra de Deus, a Igreja no Brasil propõe sempre um tema de estudo para o mês de setembro. Neste ano somos chamados a nos debruçarmos sobre a Carta de São João. É neste texto que encontramos uma das mais belas referências do que venha ser Deus. Esta carta define Deus como amor. Um Deus que ama vem ao encontro dos seus filhos e filhas, para ensinar-lhes a prática do amor. Por isso, neste mês de setembro seremos chamados a rezar e a meditar, o seguinte trecho bíblico: “Nós amamos porque Deus primeiro nos amou” 1Jo 4,19.

A reflexão sobre a ação amorosa de Deus em relação a sua criação, nos conduz a uma meditação sobre o modo que nos amamos. O convite que Deus nos faz de nos amarmos a partir dele é um grito profético, sobretudo em um mundo que a ação de amar é banalizada por alguns. Amar como Deus nos ama é buscar a edificação de novos tempos. É lançar-se na construção de novas relações que nos levam a mostrar ao mundo, que é na prática do amor que toda a humanidade atingirá, em Deus a sua plenitude.

Aproveitemos deste mês de setembro para intensificarmos a leitura das Sagradas Escrituras. Reservar tempo para estudar e meditar a Palavra de Deus, é o reconhecimento de que dela necessitamos, para a realização de um projeto de evangelização capaz de auxiliar na edificação do Reino de Deus.