Noite de Natal! Noite exuberante!

“E tu, menino, serás chamado profeta do Altíssimo…” (Lc 1,76)

 

Há uma magia misteriosa e magnífica presente neste dia e, sobretudo, nesta noite. Há algo de diferente no ar. Por mais distraído que seja uma pessoa, é praticamente impossível não pensar ou sentir alguma coisa em torno desta famosa e tradicional “noite do galo”, noite de natal quando cristãos e até não cristãos brindam uns com os outros com votos de felicidades!

O cenário é o mais simples possível e imaginável. Um menino, pequeno e frágil, nasce na pobreza e singeleza de uma manjedoura, admirado por uma jovem mãe, protegido por um atento pai e contemplado pela natureza, pelos anjos e pelos reis magos que lhe oferecem ouro, incenso e mirra. Estes três reis magos representam toda a humanidade que diante do mistério e do milagre, acreditando ou não, não resiste à melodia e acaba cantarolando, mesmo que no mais secreto da sua mente, da sua alma e do seu coração: “Noite feliz, noite feliz. Ó Senhor, Deus de amor. Pobrezinho nasceu em Belém. Eis na lapa, Jesus nosso bem. Dorme em paz, ó Jesus. Dorme em paz, ó Jesus”.

Talvez alguns, assim como o filósofo, poeta e compositor alemão do século XlX, Friedrich Nietzsche, poderão pensar ou dizer: “ah, se eu pudesse crer?!”. Outros, como o jornalista e escritor francês, André Frossard, nascido em 1915, que foi criado pelos pais como ateu e que aos vinte anos viveu uma mudança radical de vida, querendo e recebendo o batismo, depois de entrar em uma igreja, saiu dizendo; “Deus existe e eu O encontrei”! E outros ainda que se identificam com o Evangelho de Jesus Cristo e colocam o Senhor como centro da sua vida. Enfim, independentemente da situação e história religiosa de cada um, a verdade é que este dia e esta noite mexem conosco. Estamos vivendo uma data especial, diferente que pode marcar e definir os próximos passos da nossa vida. Estejamos atentos aos detalhes deste evento religioso, cultural, bíblico e histórico.

Ao olharmos para o presépio que atualiza aquele acontecimento de Belém, procuremos escutar o céu. E perguntemos para o céu: “o que o céu tem para nos dizer”. O céu vai nos dar uma mensagem. Escutando o repicar dos sinos, vendo as luzes acesas nas cidades, as árvores enfeitadas, as canções que não mudam e não envelhecem e olhando para as estrelas que ornamenta o firmamento, ouviremos a voz do Menino Deus que fala para bilhões de pessoas como se estivesse falando para uma única pessoa que é você. O Altíssimo e Poderoso Menino Deus fala de modo exclusivo com você, porque cada pessoa é única, irrepetível e insubstituível no seu ser.

No encanto deste natal e diante de todos estes sinais eloquentes renovemos a nossa vontade de viver e a certeza de que não viemos a este mundo por acaso.

Tenhamos gosto de viver e nos tornemos cada dia mais apaixonados pela vida.

Feliz Natal para todos! Feliz Noite exuberante para as nossas famílias!

Pe. Silvio Andrei

Pároco do Santuário Bom Jesus

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *