E o caminho continua…

“Eu creio Senhor….” (Jo 9,1-38).

 

Queridos irmãos e irmãs!

Queridos internautas!!!

Começamos a caminhar nesta Quaresma na Quarta-feira de Cinzas, quando recebemos as cinzas sobre a nossa cabeça com o convite: “convertei-vos e crede no Evangelho”! E desde aquele dia, estamos caminhando em direção a um lugar definido e conhecido. Não caminhamos para qualquer lugar. Não caminhamos sem rumo ou sem direção. Caminhamos rumo à Ressurreição!

No quarto Domingo da Quaresma, quando Jesus cura o homem cego, temos algums pontos muito interessantes a serem destacados, meditados e refletidos! Destaco 3 detalhes para esta nossa reflexão, com o desejo de despertar em cada um, que aqui parar alguns minutos, a vontade de se encontrar com o Ressuscitado que ressuscita no terceiro dia e que abre as portas e o caminho para a ressurreição de toda a humanidade. O Ressuscitado quer nos ressuscitar. O Ressuscitado quer nos levantar!

1. JESUS NOS VÊ. É tão impressionante esta cena do Evangelho de São João. Em muitas passagens, as pessoas correm atrás de Jesus, gritam por socorro, clamam por misericórdia, querem a cura para si ou para alguém da sua família ou do seu círculo de amizade. Neste caso aqui, o cego está quieto, parado à beira do caminho. Ele é um mendigo. Mas, nem tem forças para pedir uma esmola. Ele está parado. Talvez cansado, desanimado, abatido, sem nenhuma expectativa. Ele está como muitos de nós estamos por diversos motivos. Aí então, Jesus está caminhando e pára diante deste homem cego. Jesus o vê. Ou seja, Jesus olha para as nossas dores. Jesus não fica indiferente às nossas dores. Jesus nos vê e Se aproxima de nós. Jesus Se interessa pelos nossos sofrimentos.

2. JESUS NOS TOCA. A cena se torna mais interessante ainda. Pois, Jesus não faz nenhuma pergunta para o homem cego. Aliás, nem pergunta se ele é cego ou não. Jesus age. Jesus faz algo. Jesus mistura a saliva Dele com a terra e faz barro. Para o Judeu, a saliva é sinal de vida. Ou seja, com a Sua saliva e a terra, Jesus faz barro, lembrando da nossa criação. Pois, fomos feitos de barro. Jesus pega o barro e passa nos olhos do homem cego. Ou seja, Jesus transmite vida nova para este homem. Se no início, Deus deu vida à humanidade criando-nos à Sua imagem e semelhança, com o barro; Jesus nos recria fazendo barro com a Sua saliva e a terra, dando-nos uma vida totalmente nova. O que Jesus faz com este homem cego, é dar para ele uma vida totalmente nova. Este homem era cego de nascença. Ele não voltou a enxergar. Pois, ele nunca antes tinha enxergado. Ele ganhou a visão. E isto significou para ele uma vida nova. O Senhor Bom Jesus nos toca para nos dar uma vida nova.

3. O HOMEM ACREDITA. Se pararmos para pensar, vamos nos deparar com algo impressionante. Pois, este homem cego não questiona em nada a atitude de Jesus. Imagine só. Você está parado. Alguém se aproxima de você e começa a esfregar lama no seu rosto, nos seus olhos. No mínimo, a gente perguntaria: quem é você? O que você está fazendo? Este homem não. Ele fica quieto, deixa Jesus agir e mais, ele obedece à ordem de Jesus, que o mandou se lavar na piscina de Siloé. E volta curado. Volta enxergando. A grande lição para todos nós é a seguinte: seja qual for a nossa dor, o Senhor nos olha, toca em nós, age em nós, realiza prodígios em nossa vida, nos ergue do chão. Assim como este homem que foi curado e ganhou a visão, devemos nós também imitar a sua atitude. Seja o que for o nosso desafio: basta confiar, saber esperar e Deus agirá!

Continuemos o nosso caminho quaresmal confiando no Senhor!

Deus abençoe!

 

Pe. Silvio Andrei

Pároco

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *